quinta-feira, 14 de abril de 2011

O castelo da casa


Concordo com o Millôr Fernandes quando afirmou que “(...) não é o lar o último recesso do homem civilizado, sua última fuga, o derradeiro recanto em que pode esconder suas mágoas e dores. Não é o lar o castelo do homem. O castelo do homem é seu banheiro. (...) Só o banheiro é um recanto livre, só essa dependência da casa e do mundo dá ao homem um hausto de tranqüilidade (...)".

Descortino no banheiro outra utilidade, conexa com a citada pelo Millôr: é no sossego do “quarto de banho” (para não dizer latrina) que se torna possível ler um bom livro. Minha mulher, a Simone, fica furiosa comigo, diz que vai colocar um biblioteca dentro do banheiro... 

Como se vê na imagem acima, o “castelo” é a peça “mais atrasada” da construção. Opção estratégica. Depende da instalação hidráulica e sanitária, que será feita em etapa posterior...

Um comentário:

  1. Olá Charles, tudo bom?
    Passei aki pra conhecer seu cantinho e já to te seguindo!
    Sua casinha é muito boa! Parabéns!
    Abração

    ResponderExcluir

Como diz o Chapolim/Chavez: sigam-me os bons!

Recent Posts